Equipe Multidiciplinar para Tratamentos de Transtornos Alimentares

Anorexia Nervosa

 

A anorexia nervosa é uma doença grave, que pode ter um curso crônico, e é a mais fatal de todas as doenças psiquiátricas, com risco de mortalidade de 5 a 15%. A restrição alimentar extrema presente na anorexia nervosa pode levar à desnutrição e a várias alterações metabólicas, que culminam com a morte nos casos graves.

 

Os critérios diagnósticos para a anorexia nervosa incluem:

 

  • Restrição da ingestão alimentar que provoca perda de peso significativa;
  • Medo intenso de ganhar peso ou de ficar gordo ou comportamento que interfere no ganho de peso;
  • Perturbação no modo como a pessoa sente seu peso ou a forma de seu corpo, com persistente falta de reconhecimento do baixo peso; autoavaliação indevida do peso ou da forma do corpo (distorção da imagem corporal).

 

Existem dois tipos de anorexia nervosa: restritivo e purgativo.

 

  • A anorexia nervosa do tipo restritivo que é caracterizada por perda de peso acompanhada basicamente por jejum, dieta e/ou exercício excessivo.
  • E a anorexia nervosa do tipo purgativo que inclui, além da restrição alimentar, a indução do vômito ou o uso de laxantes, diuréticos.

 

A gravidade do quadro é determinada pelo índice de massa corporal (Peso/altura²).

 

De causa ainda desconhecida, a anorexia nervosa é um transtorno que pode estar associado com depressão, TOC, ou estar presente em famílias preocupadas com o corpo, com dietas, ou fitness. É comum os sintomas estarem também presentes nas mães, irmãs, ou avós (comportamento transgeracional).

 

Alguns comportamentos que os familiares devem estar atentos:

 

  • comer muito devagar;
  • não querer mais fazer as refeições com a família ou outras pessoas;
  • ir ao banheiro logo que acaba de comer;
  • beber muita água;
  • evitar olhar-se no espelho;
  • apresentar controle excessivo e/ou agressividade.

 

Aspectos culturais, como a supervalorização do tipo físico magro contribuem para o agravamento da anorexia nervosa. O tratamento inclui a avaliação do psiquiatra, a psicoterapia, o acompanhamento com a nutricionista e a psicoterapia familiar.

Top
Faça Contato
Grupo de Apoio

Gostar-se | Grupo de Apoio

 
E-mail

contato@gostar-se.com.br