Equipe Multidiciplinar para Tratamentos de Transtornos Alimentares

Desde que me conheço por gente, tenho uma relação muito forte com a comida.
Aos 12 anos de idade pesava 90kg, hoje estou com 67kg e permaneço infeliz.
Eu como compulsivamente. Não existem horas para realizar essas refeições nem preocupação com a qualidade dos alimentos que estou ingerindo. Esse mecanismo acaba interferindo na minha auto-estima e quanto mais preocupada com esse assunto, mais compulsiva me torno.
Não posso abrir um pacote de bolacha ou bala, pois só irei parar de comer quando ver o fim da embalagem. Minha boca precisa ter constantemente alimento e isso se intensifica conforme os momentos que estou vivendo.
Essa “clareza” sobre a compulsão alimentar veio através do meu tratamento. Tomando medicação, fazendo psicoterapia e tendo acompanhamento com a nutricionista. Esses profissionais me acompanharam em uma das situações mais difíceis e frustrantes da minha vida, que ocorreu às vésperas do meu casamento.
Eu queria controlar a minha compulsão e poder emagrecer para o meu casamento. Queria tomar remédio de regime, mas sabia que aquilo não seria uma ajuda e sim uma enganação temporária. Isso, sem contar os efeitos colaterais que poderiam surgir (Depressão e Síndrome do Pânico). Após o meu casamento consegui emagrecer 2kg, pois havia mudado o foco e não estava voltada 100% para a comida.
Sofro e sofri muito com essa situação. O pior de tudo é que as pessoas acham que você não tem força de vontade, coisa que sei que tenho, pois já parei de fumar e consegui outras coisas na minha vida. As pessoas acham que você é fraco, louco, descontrolado ou que não tem noção de senso crítico e não entende que é uma doença.

Top
Faça Contato
Grupo de Apoio

Gostar-se | Grupo de Apoio

 
E-mail

contato@gostar-se.com.br